Liga Operária: Trabalhadores da Saúde, em risco de vida, pedem socorro

Reproduzimos nota da Liga Operária sobre a situação dos trabalhadores da saúde brasileiros em meio a pandemia do Coronavírus.

(Veja também na imprensa popular e democrática: https://anovademocracia.com.br/noticias/13302-liga-operaria-trabalhadores-da-saude-em-risco-de-vida-pedem-socorro)

 

Os trabalhadores do Sistema de Saúde público e privado pedem socorro, mas principalmente os trabalhadores do Sistema Único de Saúde – SUS. O monopólio de imprensa e todos os gerentes de turno do mundo ao invés de atenderem esse justíssimo pedido de socorro, sufocado a anos, preferem, destacarem o heroísmo dos trabalhadores da Saúde, sobretudo os esforços desses, para salvarem vidas. Negligenciados pelos governos de turno a segurança de trabalho há décadas. O povo pobre de todo mundo, sempre reconheceram a importância desses profissionais, agora a hipocrisia do monopólio de imprensa é tanta, que esquecem até de fazerem uma autocrítica. De terem acusado esses heróis, quando realizam greves por melhorias nas condições de trabalho e de salário, de negligentes. Hoje faz todo tipo de bajulação e sensacionalismo, claro, sem apontar a origem.

A grande burguesia com planos de saúde de “ampla cobertura”, jamais pensava nesses invisíveis trabalhadores: (enfermeiros, técnicos em enfermagens, atendentes, auxiliares de limpeza dentre outros). Agora, acompanhamos depoimentos “emocionados” de grandes burgueses, que escaparam da morte, como a do Primeiro-ministro do Reino Unido Boris Johnson que agradeceu os profissionais de saúde que cuidou dele. Mesmo com toda essa bajulação, muitos seguem sem terem os Equipamentos de Proteção Individual – EPI . Milhares deles contaminados, só para se ter uma base no Brasil em 17/04: há cerca de 4,8 mil profissionais estão afastados pela doença, sendo 552 diagnosticados e 30 mortes confirmadas pela Covid-19.

Análises por amostra de testagem no Rio de Janeiro, mostraram o índice é de 25% dos profissionais de saúde se contaminaram, ou seja, ¼ do efetivo, isso por que não há EPI e os profissionais, não fogem ao compromisso de salvarem vidas. Disputando os holofotes do monopólio de imprensa, se acotovelam os gerentes de turno, responsáveis pelo colapso na saúde, educação, pesquisa, saneamento básico e moradia popular, tudo visando o gerenciamento de turno. O colapso e a falta de EPI aos profissionais de saúde não vem de hoje, mas foi potencializado com a Covid-19.

Monopólio de imprensa cria “seus heróis”

Na vã tentativa de ofuscar a visão do povo, o monopólio de imprensa sempre procura destacar os “seus heróis”, repetindo de forma maçante a sua imagem e buscando mostrar só os pontos positivos dele, principalmente quando esse faz parte do grupo hegemônico da grande burguesia e do latifundiário. A Globo desafeto de Bolsonaro e seu guru Olavo de Carvalho da extrema-direita, passa a  defender o hoje ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, médico ortopedista – ferrenho defensor dos grandes grupos privados de saúde. Foi secretário de saúde e deputado federal pelo Mato Grosso do Sul, representante da “bancada da saúde” no Congresso, e defensor de políticas de sucateamento do SUS, como a PEC que congelou por 20 anos os investimentos em saúde, que aprofundou ainda mais o sucateamento do SUS e privilegiando os planos de saúde privados. Mas isso, o monopólio de imprensa não faz questão de destacar. Por que não destacar?  Para não colocar o “seu herói” !

Embora Mandetta tenha se colocado em defesa da ciência e “do SUS” (vestindo o jaleco continuamente em suas aparições na imprensa), contrariando o grupo obscurantista e anticientífico de Bolsonaro, de ter orientado o povo a fabricar máscaras caseiras, para combater a Covid-19 e rasgado seda bajulando os profissionais da saúde, o passado dele, não engana e por mais que alguns oportunistas eleitoreiros, tentem exaltar Mandetta, os fatos mostram que faz parte do establishment e busca iludir o povo.

Não podemos esquecer dos nossos verdadeiros heróis: os trabalhadores da saúde pública! E devemos defende-los e não deixa-lo em risco. Nas consignas de lutas do nosso povo, principalmente os mais pobres, sempre esteve altaneiras faixas exigindo Saúde, Educação, Saneamento básico, Moradia entre outros. Defender os profissionais de saúde é defender melhores condições de vida, pois são esses que garantem a defesa da vida do povo. As políticas de sucateamento do SUS é para satisfazer os “tubarões da saúde”.

OS NOSSOS HERÓIS PEDEM SOCORRO e mesmo assim, não se cansam de salvarem vidas e muitos ainda usam o seu tempo de “folga” para ajudarem em auxílio a moradores de vilas e favelas, atendendo pessoas vulneráveis, desassistidos e em situação de rua. Ergamos as bandeiras de luta! E defendamos esses bravos heróis sem hipocrisia e sim com compromisso à humanidade!

Em defesa do Sistema Único de Saúde brasileiro, com a sua UNIVERSALIDADE!

Exigimos melhores condições de trabalho aos profissionais de saúde!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s