Nota dos trabalhadores do HU Pedro Ernesto (da UERJ) à população, divulgada no Fórum

Divulgamos a nota dos trabalhadores do HU Pedro Ernesto (da UERJ) à população.

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO
SERVIDORES PÚBLICOS E POPULAÇÃO UNIDOS EM DEFESA DA SAÚDE E EDUCAÇÃO

Há tempos vimos denunciando o caos da saúde e da educação pública, com a destruição do serviço público numa triste aliança dos diferentes governos, federal, estadual e municipal. Rios de dinheiro foram escoados para empresários da saúde e educação. No entanto, a qualidade dos serviços não melhorou em nada. Você, que depende do serviço público para ser atendido tem sofrido na pele a tragédia que está a saúde e educação em nosso estado, município e país. Um grande plano foi traçado para atender a interesses privados, agravado pelo mar de corrupção, visando manter esses governos.
O abandono da população pelos governantes é ação criminosa feita de forma consciente. Isso tudo acontece porque grandes empresários e banqueiros, financiadores das campanhas eleitorais, recebem em troca de seu apoio grandes volumes de recursos públicos. E o interesse do povo trabalhador continua a não ser atendido.
A UERJ- Universidade do Estado do Rio de Janeiro e seu hospital universitário, HUPE- Hospital universitário Pedro Ernesto, está passando por seu pior momento, fruto do DESCASO DOS GOVERNANTES.  O governo PEZÃO dá continuidade à política de Sérgio Cabral, cortando mais ainda os recursos das universidades públicas estaduais. Enquanto isso, continua repassando dinheiro público para empresários da saúde. Um montante em torno de 6 BILHÕES  de reais foram repassados em três anos para as Organizações Sociais (OSs). Enquanto para as universidades nesse mesmo período nem metade disso foi garantido. E para 2016 aprovou cortes que variam de 1,68% a 42% em seus orçamentos. PEZÃO diz que não tem dinheiro mas paga a dívida da empresa Odebrecht/Supervia com a Light, na ordem de 40 milhões. Libera empresários de pagamento de impostos e deixa de pagar o 13º salários dos servidores. Não paga os salários dos terceirizados. Trabalhadores chegaram a ficar 5 meses sem salário em 2015. Esse mar de lama é caso pensado e prova o descaso com a população.
Recentes notícas denunciam o estado caótico do Hospital Pedro Ernesto, como o vazamento de água contaminada dentro do centro cirúrgico. Setores como o RX, Farmácia, e Manutenção, estão totalmente comprometidos com a falta de material. O mesmo ocorre com a área de Nutrição, responsável pela alimentação dos pacientes. Informações da própria direção do hospital, que relata a PREVISÃO DE FECHAMENTO DE VÁRIOS SETORES, FRUTO DO ABANDONO DO GOVERNO. E como vai ficar a população atendida? Isso agrava a crise na saúde. Fora as OSs!
É por isso tudo que estamos convocando a população para se unir à luta dos trabalhadores e servidores públicos estaduais. A mídia chama a luta de vandalismo. Vândalo é o governo que destrói o serviço público.

NÃO VAMOS DEIXAR O HUPE FECHAR OU SER PRIVATIZADO!
BASTA DE DESCASO COM A SAÚDE E O SERVIÇO PÚBLICO!
TEM DINHEIRO PRA OLIMPÍADAS MAS NÃO TEM PRA EDUCAÇÃO!

QUEREMOS SEU APOIO.
TRABALHADORES E POPULAÇÃO, UNIDOS PELA DEFESA DO SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE!!!!!
Janeiro de 2016.

Força e Ação- Fórum de Técnico-administrativos da UERJ.

Foto publicada na página da companheira Mônica Lima da Aldeia Maracanã e HUPE:

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s